Gympass compra startup portuguesa de IA para ampliar equipe tecnológica

O objetivo é focar no desenvolvimento de soluções inteligentes para a empresa

O unicórnio brasileiro Gympass — maior plataforma corporativa de atividade física do mundo, presente em mais de 2 mil empresas — comprou a startup portuguesa Flaner, especializada em inteligência artificial e aprendizado de máquina, com o objetivo de focar no desenvolvimento de soluções inteligentes para a empresa.

A Flaner foi fundada pelos brasileiros Alice Magalhães, Cinthia Assali, Ivan Ribeiro-Rocha e Victor Ribeiro, em 2018. E, inicialmente, tinha como objetivo criar uma ferramenta digital que fosse uma extensão da memória humana, para oferecer novas formas de descobrir e explorar cidades.

A aquisição — que não teve o seu valor revelado — fez com que a startup desistisse de seu projeto inicial para focar no desenvolvimento de soluções tecnológicas no escritório da Gympass na Europa. A empresa brasileira ainda inaugurou um laboratório de tecnologia em Lisboa, o segundo da Gympass no exterior.

Em 2019, a empresa ultrapassou o valor de US$ 1 bilhão, tornando-se um unicórnio ao receber um aporte de US$ 300 milhões, cuja maior fatia é da multinacional japonesa SoftBank. Atualmente, possui 1,1 mil funcionários em 14 países, sendo 200 voltados para a área tecnológica.

A tecnologia será aplicada, por exemplo, em atividades relacionadas a vendas, prevenção de fraudes e engajamento do usuário. A prioridade da Gympass é utilizar a inteligência artificial para personalizar a experiência de cada usuário e facilitar sua expansão internacional.