Uso de patinete elétrico pode gerar lentidão e caos no trânsito

O uso de patinetes elétricos em São Luís movimentaria órgãos públicos e voltaria atenção à melhoria de mobilidade urbana

O condutor do patinete precisa ter, no mínimo, 18 anos (foto: reprodução)

Nesta última segunda-feira (9), em uma de suas abordagens de praxe, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou dois homens que tinham sob domínio dois patinetes elétricos que, possivelmente, eram da marca Yellow. Os homens foram parados enquanto trafegavam pela ponte Rio-Niterói e tentavam sair do Rio de Janeiro em direção a São Paulo, mas foram detidos antes.

De acordo com a lei, esse tipo de veículo não é autorizado a sair do Rio ou trafegar na ponte, portanto, o aluguel do patinete havia sido feito no RJ. Logo em seguida os homens foram direcionados para a 76ª DP (Niterói).

Condutores precisam ter 18 anos

As exigências quanto a capacetes ou outros equipamentos de segurança são flexíveis, não sendo obrigatórias, mas são recomendadas a fim de evitar acidentes. Mas para que possa conduzir o patinete, o usuário precisa ter 18 anos ou mais.

E se fosse em São Luís?

Já em nossas rodovias e avenidas, os cuidados precisariam ser redobrados. Trânsito caótico, horário de pico, grande volume de veículos e constante presença de pedestres seriam desencadeadores de prováveis acidentes e maiores transtornos. O uso de patinetes elétricos em São Luís passaria a movimentar órgãos públicos e voltar atenção à melhoria de mobilidade urbana, para assim, evitar tal caos e prestar mais qualidade no trânsito.

Outros possíveis fatores que se tornam preocupantes é o excesso de velocidade e falta de conscientização no trânsito, levando o cidadão a repensar determinadas ações antes mesmo da chegada desse novo veículo à ilha.

Lentidão e caos no trânsito

Como seria o trajeto de um patinete elétrico pela ponte José Sarney – também chamada ponte do São Francisco -? Sem via para ciclistas, já sendo intrafegável a passagem de bicicletas, patinetes tornariam o trânsito ainda mais lento e o estresse mais elevado.

Até o momento, os patinetes não chegaram à nossa cidade, entretanto, para que isso ocorra, haverá a necessidade de todo um estudo e pavimentação de locais permitidos para o uso correto dos veículos.