BNE aplicou R$ 100 milhões na indústria maranhense durante evento da FIEMA

O valor milionário foi oferecido pelo Banco do Nordeste como linha de crédito para a indústria maranhense de 2020

23° Encontro de Empresários promovido pela Fiema (foto: reprodução)

Aconteceu, na sexta-feira (6), o 23° Encontro com Empresários promovido pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), evento que reuniu vários empresários maranhenses de diferentes setores da economia com o objetivo de expandir e/ou iniciar em negócios no estado. Esteve à frente do último encontro do ano o presidente da Fiema, Edilson Baldez das Neves.

Participaram do Encontro presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim e o superintendente estadual do banco, Hailton Fortes, que levaram para o restante do grupo propostas de crédito de R$ 100 milhões como benefício para a indústria maranhense em 2020.

Também esteve presente o diretor de Controle de Risco do BNB, Cornélio Pimentel, a secretária adjunta de Estado da Indústria, Comércio e Energia, Luzia Resende, representando o secretário Simplício Araújo, diretores da Federação e presidentes de sindicatos da indústria.

Corpo de diretores presente

O Encontro também contou com o corpo de diretores da Fiema, Cláudio Azevedo, Luís Fernando Renner, Celso Gonçalo, João Batista Rodrigues, Cirilo Arruda, José Orlando Soares Leite, Pedro Robson Holanda, Ana Rute Mendonça (Sindvest), José Alberto Mota, Leonor de Carvalho, Cintia Ticianeli e Nayara Miranda (Simetal) e a presidente do Sindicerma, Teresinha de Jesus Rodrigues da Cruz.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomercio-MA), tendo como figura representativa Maurício Feijó, foi um dos parceiros de mais uma edição do encontro, além da Associação Comercial do Maranhão (ACM-MA), representada por Fernando Dualibe, da Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL-São Luís) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae-Ma), tendo à sua frente Antônio Gârces.

Temas relevantes e desenvolvimento da indústria

Em uma de suas declarações, o presidente da Fiema falou sobre a motivação de mais uma edição da reunião e ressaltou a importância de discutir temas relevantes voltados ao desenvolvimento da indústria no estado, segundo ele, esse é um encontro de trabalho para que as empresas maranhenses possam conhecer as linhas de crédito disponíveis às suas atividades.

Esse conhecimento permite que os empresários encontrem apoio e se preparem para tornar suas empresas mais competitivas. É uma oportunidade importante para a indústria e nossos parceiros do setor de comércio, serviços e turismo.

Estamos aqui no Maranhão para conversar com os empresários, principalmente, aqueles do segmento da indústria, mas, também aqueles do ramo do agronegócio, comércio e serviços e infraestrutura, sobre a atuação do banco para o desenvolvimento da região Nordeste.

Programação orçamentária

Já estamos fechando a programação orçamentária do FNE para 2020. O banco está crescendo e a indústria teve um resultado excelente este ano, sobretudo a indústria aqui no Maranhão, disse o presidente do BNB, Romildo Rolim.

Giancarlo Ciolo, gerente de Relações Institucionais da Eneva, não ponderou os elogios quanto ao Encontro, enfatizando que via ali um ambiente essencial para o sucesso da iniciativa, Ciola completou dizendo que realizar eventos como esse, com frequência, é super positivo.

As linhas de crédito apresentadas pelo Banco do Nordeste são muito competitivas, estão funcionando e já beneficiam toda a indústria e todo o empresariado da região Nordeste. Trazer essa experiência da proximidade com os empresários é muito bacana, isso mostra que o Encontro funciona, que é positivo e estimula que aconteça ainda mais daqui para a frente.