Irmão de Pablo Escobar lança smartphones e desafia Apple

Aparelhos, em tom de ouro, são vendidos a US$ 350

Um dos irmãos do traficante colombiano Pablo Escobar, ex-líder do cartel de Medellín, morto em 1993, lançou sua própria marca de smartphones e prometeu desafiar a Apple no mercado. Roberto de Jesús Escobar Gaviria apresentou seu aparelho de celular, fabricado em tom de ouro e batizado de Escobar Fold 1.

O CEO da Escobar Inc, Olof Gustafsson, afirmou em entrevista à CNET que é um dispositivo completamente revolucionário no mundo mobile. Com a promessa de uma tela que ‘não quebra’ e dobrável e com configurações interessantes, a ideia é competir, de fato, com os modelos semelhantes já presentes no mercado.

O aparelho custa US$ 350 (versão de 128 GB de armazenamento) e usa o sistema operacional Android 9.0. Alimentado por um chipset Qualcomm Snapdragon 8 Series, o celular tem duas câmeras fotográficas de 16 e 20 megapixels, duas telas AMOLED de 7,8 polegadas, sensor de biometria e é dobrável.

Olof explica que as especificações do Escobar Fold 1 são muito superiores às dos dispositivos Apple ou Samsung porque, segundo ele, essas empresas usam tecnologia antiga e a comercializam como algo novo, dizendo que as câmeras de 20 megapixels custam menos de US$ 10 na Ásia.

Ele conta que o maior objetivo de Escobar foi eliminar o intermediário, ou seja, os varejistas e atacadistas, e lançar um benefício diretamente ao consumidor. A campanha publicitária para o lançamento do produto conta com fotos e vídeos de mulheres de lingerie.

Roberto Escobar contou à Digital Trends que disse a muitas pessoas que venceria a Apple, e que vencerá. Conhecido também pelo apelido de “El Osito”, Roberto, de 72 anos, foi contador do cartel. Devido à sua associação ao narcotráfico, chegou a ser preso. Na cadeia, recebeu uma carta-bomba que o deixou cego. Em 2014, fundou a Escobar Inc.