Wyden Summit traz à ilha a visão revolucionária do investidor João Kepler

O evento acontece hoje, quarta-feira (20), e serão abordadas mudanças trazidas pela tecnologia e meios digitais e educação

João Kepler Braga, palestrante da noite (foto: reprodução)

Em uma roda de bate-papo descontraído, porém, enriquecedor, João Kepler traz para o palco do Black Swan, nesta quarta-feira (20), às 19h, uma palestra que abordará questões relacionadas ao futuro.

A palestra faz parte da terceira edição do Wyden Summit, patrocinado pela faculdade ISL Wyden. No encontro, serão discutidos os impactos da incorporação das novas tecnologias na vida diária, na vida pessoal e profissional. O palestrante fará links com as consequências dessa transformação nos âmbitos social, econômico e político.

O evento, que está em sua 3° edição, é organizado pela Faculdade ISL/Wyden. Durante a noite, também palestrarão Luiz Carlos Faray, professor da FGV no MBA de TI no curso de Tecnologia Emergentes e no curso de Extensão de Internet das Coisas; Maurício Garcia, Cientista Digital e Cidinho Marques, pedagogo e Neurocoach.

Revolução 4.0

Algumas questões relacionadas a essas novas tecnologias que estão se tornando cada dia mais presentes e bem mais usadas, são levantadas a todo instante, entre elas, se indaga: A sociedade está apta e preparada para essa transição?

Essa nova forma de trabalhar e fazer negócio advém, principalmente, por uma ainda lenta, mas já presente, revolução 4.0, empresas como Uber, Spotify e Airbnb, por exemplo, já iniciaram este processo de convergência a novos meios tecnológicos.

Jovens capacitados, futuro estável

Tais mudanças serão recebidas e compreendidas, de forma mais rápida, por aqueles que já estão “por dentro” delas, por isso, um importante passo neste momento, é capacitar os jovens para saberem desfrutar, de forma positiva, dessas atualizações e modificações.

De acordo com Kepler, temos que preparar os filhos para o mundo, no lugar de querer mudar o mundo deles, em um mundo tão dinâmico, não se pode passar para os jovens a sensação de segurança e de estabilidade eterna. É importante você preparar o jovem para lidar com a realidade que o espera.

Inteligência Artificial em ação

Kepler ressalta que é preciso repensar educação e buscar alternativas para as próximas gerações, que terão mais oportunidades de trabalho usando a inteligência artificial e menos oportunidades nos trabalhos manuais e repetitivos, que serão substituídos por máquinas e robôs.

Profissões que conhecemos hoje, amanhã, provavelmente, não existirão mais, portanto, existe uma ameaça por parte da mesma tecnologia que ajuda e inova. Trabalhos reconhecidos, aqueles de “produção, sofrem essa ameaça.

Profissões inexistentes

Uma pesquisa do Fórum Econômico Mundial revelou que das crianças que hoje conhecem as atuais profissões nas escolas, 65% não atuará em nenhuma, pois as chances de não existirem são grandes. A expectativa revelada por meio do relatório, é que softwares e robôs estejam em pleno vigor até o ano de 2025.