5 cidades dispostas a pagar para você morar nelas

Lugarejos pouco ocupados dos Estados Unidos e da Europa contam com a sua ajuda para não sumir do mapa

Enquanto grandes cidades sofrem de superpopulação, cidadelas em locais remotos da Europa América do Norte enfrentam o problema oposto: suas comunidades estão diminuindo drasticamente, deixando alguns endereços em risco de extinção. Para evitar a crise, ações que promovem o desenvolvimento local são combinadas com saídas um pouco mais drásticas, como pagar para novos moradores se instalarem por lá.

O dinheiro e demais incentivos para a mudança variam de cidade para cidade — bem como as exigências feitas ao candidato. De qualquer forma, podemos dizer que, se você está disposto a se instalar em uma cidade pequena, já dá para começar a fazer as malas, porque ao menos essas 5 estão verdadeiramente dispostas a pagar para te receber. 

1. Tulsa, Oklahoma, EUA

Tulsa Remote Program paga até US$ 10 mil para freelancers dispostos a se mudar para a cidade por, pelo menos, um ano. O programa é parte de uma série de esforços para atrair jovens talentosos para a localidade. Uma mesa garantida no coworking da cidade e desconto no aluguel fazem parte das vantagens oferecidas. Para se candidatar, além de um trabalho remoto, é preciso ter visto de trabalho nos EUA, mais de 18 anos e disponibilidade para se mudar dentro de 6 meses, após a aprovação.

2. Baltimore, Maryland, EUA

Sofrendo com o aumento de terrenos baldios — e consequentemente com a degradação de diversos bairros —, a histórica cidade portuária americana está oferecendo até US$ 10 mil para interessados em comprar um lote vago e construir ali. A campanha inclui empréstimos para reforma de residências ou restauração de propriedades históricas. Para participar é preciso se inscrever e ser avaliado pelo programa Live Baltimore.

3. New Richland, Minnesota, EUA

Com uma população de apenas 1.200 habitantes, a pequena cidade americana está oferecendo lotes para aqueles dispostos a repovoar a área. A principal exigência é construir uma casa logo no primeiro ano após a aquisição. Além disso, apesar de ganhar a terra gratuitamente, é preciso colaborar com pagamentos que serão usados para o desenvolvimento de infraestrutura, como calçadas e encanamento de água. O valor estimado para esta colaboração é de US$ 25 mil, a ser pago em financiamentos de até 15 anos. Também é possível ganhar descontos de acordo com a renda familiar. Leia detalhes no site da cidade.

4. Vermont, EUA

Um dos estados menos populosos dos Estados Unidos, Vermont desenvolveu um programa de incentivo para que pessoas que trabalham à distância se instalem em suas cidades. Os aprovado devem receber cerca de US$ 10 mil como incentivo. Além de trabalhar remotamente, candidato a morador deve ter como cliente uma empresa americana. Mais detalhes no site do programa Think Vermont .

5. Molise, Itália

Molise, no sul da Itália, está oferecendo € 700 por mês, ao longo de três anos, aos dispostos a se instalar em cidades da região com menos de 2 mil habitantes. A campanha segue os moldes do que já foi feito na região da Sicília e, desta vez, para ter o benefício, o novo residente precisa se comprometer a investir em um negócio. Mais informações no site da cidade.