Loggi pretende ultrapassar os Correios com serviço de entregas

Recentemente, a startup recebeu um aporte de U$S 150 milhões de renomadas empresas mundiais

Até 2024, a Loggi pretende realizar, por dia, 5 milhões de entregas (foto: reprodução)

Em busca de ampliar o número de entregas e superar no quesito rapidez e economia, a startup de logística Loggi pretende dar dor cabeça para os Correios, neste âmbito. Grandes empresas como SoftBank, GGV, Capital, Fiftth Wall, Velt Partners e Microsoft investiram suas fichas na Loggi com aporte de 150 milhões de dólares que será usado para expansão geográfica da startup.

Febien Mendez, CEO da Loggi, declarou que pretendem estar presentes em todos os municípios brasileiros. Querem entregar mais barato que os Correios. Atualmente, a caminho de conquistar novos territórios, Mendez relembrou o tempo difícil que a empresa viveu há alguns anos. Ele ressaltou que até meados de 2017 era muito difícil captar recursos.

Espera-se que, até 2024, a Loggi consiga realizar, por dia, 5 milhões de entregas. Hoje, são feitas em média, 100 mil entregas. Dentro do prazo de 30 dias, são realizadas 3 milhões de entregas numa faixa de 10 localidades diferentes. O número de entregadores cadastrados na Loggi é de 25 mil. De acordo com Febien, apenas 50% das entregas são feitas por motos. Também são usados carros e vans a fim de entregar o melhor serviço.