Rede de investidores influencia positivamente no valor de mercado do Nubank

O Nubank mantém relacionamento com oito fundos, dos EUA, Europa e Ásia

Com valor de mercado em torno de US$ 10 bilhões, a Nubank, fundada em 2013 pelo colombiano David Vélez e pela brasileira Cristina Junqueira e o norte-americano Edward Wible, é facilmente encontrada na lista de unicórnios brasileiros, as startups que estão acima de US$ 1 bilhão em valor de mercado.

Sem medo de ousar e investir nos negócios, em julho, foi anunciado US$ 400 milhões em investimentos, o que deu a ela o título de possível “embaixadora” no universo de startup.

Segundo Vélez, um de seus fundadores, houve uma conversa com oito fundos, dos EUA, Europa e Ásia, com quem ele mantém relacionamentos de longa data. Pela experiência na área de tecnologia e por ser um investidor que compartilha nossa visão de longo prazo, finalizamos a rodada em menos de seis meses com o TCV.

O plano inicial e que continua até hoje, é saber escolher bem sua linha de investidores. Os responsáveis, neste momento, tornam-se técnicos de futebol, escalando seu time como quem escala jogadores de melhor nível e maior rendimento. Visão operacional e estratégica foi um dos maiores motivos na escolha de um dos primeiros investidores, o QED. Vélez ressalta que cada fundo traz especialidades complementares.

Durante o recrutamento de talentos, o Nubank teve a companhia do Sequoia Capital. No quesito visão estratégica de tendências, quem entra na aliança é o Tiger Global Management, por ser um fundo global, sua parceria auxilia diretamente na atuação em serviços financeiros na Ásia, Europa e EUA.

O questionamento levantando por Vélez é o seguinte: Há momento certo para buscar um investimento? Ele mesmo traz sua resposta: o melhor momento é quando você não precisa de dinheiro. Com sete rodadas de investimentos realizadas pela Nubank desde sua criação, estima-se, em média, um valor de aporte que chega a US$ 820 milhões.

Sua meta é desenvolver, escalar e lançar a conta para pequenas empresas, levando em consideração seu aporte de US$ 400 milhões e visando sua quantidade de clientes do banco, com 500 mil empreendedores. Não há intenção de levantar mais recursos. Mas, se daqui a um ano precisarmos de capital, as portas estão abertas para quem quiser ajudar na construção do Nubank, afirma um de seus fundadores.


Anúncio: 407 anos São Luís