Bradesco investe em startups

Agronegócios, softwares de gestão e cupons de descontos são algumas das apostas do fundo de venture capital do banco

Desde maio de 2017, o Bradesco investe em startups com forte viés tecnológico, tanto do Brasil como de fora. O Inovabra Ventures, como foi batizado o programa, conta com R$ 400 milhões em recursos do próprio banco e já representa 40% dos investimentos do Bradesco em private equity. 

Aproximadamente R$ 74 milhões já foram efetivamente desembolsados. O valor de investimento típico se situa entre R$ 1 milhão e R$ 5 milhões por startup. No portfólio, estão companhias como por exemplo, a Agrosmart, que desenvolveu uma plataforma de automação e monitoramento de produção agrícola.

O Bradesco também está trabalhando dentro de casa, adaptando suas plataformas ao modelo de open banking. A Ágora já começou a distribuir fundos de outras casas. A corretora é conectada ao Next, banco digital do Bradesco, que tem aproximadamente 2 milhões de clientes. 


Anúncio: 407 anos São Luís