Amazon dispara e despenca concorrentes de mercado na Bolsa

As concorrentes Magazine Luiza, Lojas Americanas, B2W Digital e Via Varejo fecharam o pregão em R$ 103,7 bilhões na bolsa

No fim do dia, a ação teve queda de 0,59% (foto: reprodução)

A gigante do mercado Amazon foi alvo de dor de cabeça para uma lista de concorrentes pertencentes a B3. No fim da tarde desta terça-feira (10), as ações das empresas do Ibovespa delimitaram perdas no fim da sessão. Ontem, as ações fecharam em R$ 108,45 bilhões, entretanto, hoje, as empresas concorrentes; Magazine Luiza, Lojas Americanas, B2W Digital e Via Varejo fecharam o pregão, em conjunto, R$ 103,7 bilhões na bolsa.

Piores desempenhos da Ibovespa

Cotadas como as quatro empresas com pior desempenho da Ibovespa, em ranking de queda e baixa, a Magazine Luiza e B2W tiveram queda de 7,5%. Magazine Luiza caiu 4,97%, B2W cedeu 4,38%. Com perda de 3,28% caiu a Via Varejo, enquanto as Lojas Americanas tiveram baixa de 3,20%.

Alexa: nova assistente virtual

A Amazon promete algumas novidades para o mercado, incluindo entregas de mercadorias e assinatura de streaming de música e vídeo. Com grandes expectativas, a empresa irá lançar sua mais nova assistente virtual, a Alexa, o esperado é que até o mês de dezembro a companhia lance seus novos projetos.

Segundo informações de uma fonte de grande fundo, que preferiu não se identificar, toda vez que uma notícia dessa chega, o investidor entra em pânico e vende papeis. Se vê um certo exagero. A Amazon terá uma fatia relevante no mercado, mas ele continuará sendo feito de outros participantes muito bem consolidados ou em boa expansão.

Expansão da Amazon e impactos para as concorrentes

Ainda que não esteja decidido, o mercado já atribuiu determinado valor para a também reconhecida Magazine Luiza que, de acordo com o gestor, a respeito de estar afetada, ela é diretamente a que mais vem sofrendo impacto pela expansão da Amazon.

Para este ano, espera-se uma média de receita de R$ 19,4 bilhões. A Magazine Luiza encerrou o dia de hoje em R$ 49,5 bilhões. O valor de mercado, hoje, foi de R$ 8,8 bilhões da Via Varejo, que conta com a perspectiva de receita de R$ 30 bilhões. Com valor de mercado de R$ 18,94 bilhões, hoje, o mercado ainda aguarda entrega de receita de 6,8 bilhões no ano vindos da B2W.

Preço-justo variante entre R$ 9 e R$ 10

Para se ter uma ideia do quão robusto são esses números da Magazine Luiza, basta olhar as concorrentes. Não chega a ser uma distorção porque são as expectativas médias do mercado, mas acredita-se que a Via Varejo tinha que valer mais. Se for para colocar no preço a expansão que ainda está acontecendo em e-commerce da Via Varejo, a empresa tem que dobrar. Os gestores acreditam que o preço-justo de ação está entre R$ 9 e R$ 10, conclui o gestor.

No fim do dia, a ação teve queda de 0,59%. Em Nova York, na bolsa de Nasdaq, onde o valor da Amazon é negociado, a empresa é avaliada em US$ 900,5 bilhões.


Anúncio: 407 anos São Luís