Brasil é 2º em ranking de países que passam mais tempo em redes sociais

Globalmente, as pessoas gastam quase 150 minutos por dia nas mídias sociais

Uma nova pesquisa detectou que o tempo gasto nas redes sociais globalmente aumentou quase 60% em média nos últimos sete anos. O Brasil vem em segundo no ranking, com 225 minutos, um aumento em relação a 2018, quando o tempo médio gasto com isso foi de 219 minutos.

A empresa de pesquisa GlobalWebIndex, com sede em Londres, analisou dados de 45 dos maiores mercados de internet do mundo e estimou que o tempo diário médio que cada pessoa dedica a sites ou aplicativos de mídia social aumentou de cerca de 90 minutos em 2012 para 143 minutos nos primeiros três meses de 2019.

Existem grandes variações regionais e nacionais. Em termos reginais, a América Latina é onde mais se utiliza redes sociais no mundo – a média diária é de 212 minutos, enquanto, o nível mais baixo foi registrado na América do Norte, com 116 minutos.

As Filipinas são o país onde as pessoas passam mais tempo nas redes sociais: 241 minutos por dia, enquanto, no Japão, são apenas 45 minutos. Mas, talvez surpreendentemente, a pesquisa com cerca de 1,8 milhão de pessoas também revelou que esse tempo permaneceu o mesmo ou diminuiu em quase metade dos países (20).

O GlobalWebIndex diz que os dados apontam que muitas pessoas estão tendo uma melhor percepção do tempo que passam diante das telas. Chase Buckle, gerente de tendências da empresa, afirmou que os usuários de internet agora passam mais de seis horas online por dia, e um terço desse tempo é dedicado às redes sociais.

A média na China é agora de 139 minutos por dia nas redes sociais, 19 a mais do que em 2018. Houve um aumento de 14 minutos na Arábia Saudita e de 13 na Turquia. Buckle explique que, na Ásia, o cenário das redes sociais é bastante único.

Segundo ele, os ‘superaplicativos’ – programas de rede social que vão muito além do papel principal – são populares. Permitem que usuários não apenas se conectem com colegas, mas também façam qualquer coisa, desde pagar contas de serviços públicos, reservar restaurantes, pedir táxis e pagar por itens em lojas.

O aumento do tempo gasto nas plataformas parece ser sustentado por uma faixa etária específica, de 16 a 24 anos. São essas pessoas que gastam mais tempo por dia online – o GlobalWebIndex aponta um uso diário de rede social de pouco menos de 180 minutos, em média, em 2018.

Quanto mais jovem a população, maior será o tempo de uso geral de um país, e é por isso que os países emergentes lideram o ranking de tempo gasto online.