Coca-Cola venderá água em garrafas de alumínio para reduzir uso de plástico

O nordeste dos EUA será o primeiro local a vender o produto, a empresa pretende iniciar as vendas a partir de setembro

Outra novidade da Coca-Cola é a garrafa da marca, a Dasani "híbrida (foto: reprodução)

A fim de propagar a pegada sustentável e contribuir com o meio ambiente e ecossistema, a Coca-Cola irá iniciar a comercialização de sua marca de água Dasani em latas de alumínio.

O nordeste dos EUA será o primeiro local a vender o produto, a empresa pretende iniciar as vendas a partir de setembro. A priori, será apenas o Nordeste, mas a pretensão é que até 2020 o produto passe a ser comercializado em outras partes do país.

Outra grande e reconhecida empresa a mostrar interesse em testar a venda em latas é a PepsiCo que é responsável pela Aquafina, sua principal marca e água. A ideia inicial da PepsiCo é começar por restaurantes e estádios.

Por serem as duas principais marcas engarrafadas dos EUA, as Dasani e Aquafina vem enfrentando grande pressão para mudar o material usado em seus produtos. Com a redução de plásticos, aumentam as chances de evitar a poluição de oceanos e vias fluviais. Caso elas empresas comecem a trabalhar com alumínio, dobra a possibilidade de reciclar o material, combinando reaproveitamento e sustentabilidade.

Outra novidade anunciada pela Coca-Cola é a mais recente garrafa da marca, a Dasani “híbrida“. A empresa utilizou compostos por plantas e plástico reciclado na produção da nova garrafa. Na busca por diminuir a quantidade de material, a Coca-Cola revelou que as garrafas também estão sendo reduzidas a um menor peso.

Tudo isso vem do desejo por atrair novos clientes e contribuir com a empresa para a cumprir a promessa de aumentar o uso de material reciclado até 2030. De acordo com a diretora da marca, Lauren King, os esforços também ajudarão a aumentar o lucro da controladora, ela ainda acrescentou que, no geral, isso é bom para os resultados.