A versão do aplicativo para solicitação do Card está disponível para o Iphone 12.4 (foto: reprodução)

E para os usuários do sistema IOS, vem chegando novidade. Na sexta-feira (26), a Bloomberg publicou a chegada do Apple Card, serviço de cartão de crédito sem anuidade. A novidade estará disponível nos próximos dias. O Card nasceu de uma parceria entre a Apple e o banco americano Goldman Sachs, que informam previsão de lançamento até agosto.

Até o momento, não há previsão para chegada do Apple Card ao Brasil, mas ele já começou a operar, por enquanto, apenas nos Estados Unidos. O cartão já pode ser solicitado por meio do aplicativo Wallet, disponível para Iphone 12.4, que foi lançado recentemente com função migratória de informações e suporte necessário.

Funcionamento do Apple Card

Por meio do aplicativo, o usuário do cartão terá acesso diário ao saldo disponível. Após adesão e recebimento, o cartão pode ser usado realização de pagamentos em estabelecimentos físicos ou virtuais. Contará devolução de 1% sempre que o usuário usar o cartão físico de titânio com bandeira Mastercard, já para compras por meio de lojas virtuais, renderá retorno 3% de dinheiro.

Sem taxa de anuidade

No caso de o usuário efetuar pagamento em valor menor que o cobrado em fatura, será cobrado juros, entretanto, não haverá taxas de anuidade, de atraso de pagamento ou “estouro” do limite. Para ter acesso aos encargos proporcionais que serão pagos é necessário apenas checar o aplicativo que, de forma simplificada, o próprio Wallet calculará os encargos, baseados no valor do pagamento.

Data única de vencimento

O Apple Card terá data de vencimento única em todo o mundo, o último dia do mês, não haverá alteração, no entanto, será possível agendar pagamentos semanais. O aplicativo virá com diversos benefícios, entre eles: ativar lembretes de pagamentos, relatórios detalhados e sugestões de pagamentos “inteligentes” que facilitará que o titular do cartão pague menos juros.

Divergências que gerou demora

O desenvolvimento de interface e proteção do cartão foram de extrema responsabilidade da Apple, enquanto a infraestrutura financeira, dados de transições e gerenciamento de problemas estavam sob responsabilidade do banco. Segundo fontes ouvidas pela Bloomberg, a demora na fabricação e lançamento do Apple Card se deu por conta de algumas divergências entre o Goldman Sachs