Devido lucro menor que o esperado, Amazon desacelera ritmo e reduz entregas

O resultado levou as ações da empresa a fechar em queda de 1,35%.

Houve uma elevação de 36% nos custos de envio de encomendas (foto: reprodução)

De acordo com uma divulgação da Amazon, nesta quinta-feira (25), os resultados obtidos pelos analistas não agradaram. Os efeitos trimestrais ficaram abaixo das estimativas. Nos últimos meses, foram registradas quatro sequências de lucro recorde, entretanto, segundo o resultado divulgado ontem, houve alta de apenas 3,6% equiparado a US$ 2,63 bilhões em relação ao mesmo período no ano de 2018.

Um dos principais fatores pelo qual houve esse declínio de lucro foi a competitividade de rivais como Walmart, já que essas empresas investem fortemente em marketing e entregas de produtos mais rápido.

Elevação de 36% nos custos

Houve uma elevação de 36% nos custos de envio de encomendas ante aumentos de 20% comparado ao ano passado logo nos primeiros trimestres. Foram US$ 800 milhões investidos a fim de tornar o envio em um dia o padrão para assinantes do serviço Amazon Prime.

Expectativa de vendas líquidas de US$ 70 bilhões

A Amazon aguarda melhora e espera ter vendas líquidas permeando US$ 66 bilhões e US$ 70 bilhões de dólares no terceiro trimestre. Segundo dados da Rewfinitiv, o esperado pelos analistas seria um retorno da empresa informando expectativa de receita de US$ 67,27 bilhões.