Ação da Netflix cai nos EUA

Queda na quantidade de assinantes e do lucro derruba ação da empresa

KRAKOW, POLAND - 2018/07/25: Netflix app is seen in an Android mobile phone. (Photo by Omar Marques/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

O segundo trimestre de 2019 não terminou bem para a Netflix. Com menos assinantes do que o esperado, o serviço de streaming de vídeo registrou um crescimento menor na base de clientes em comparação ao mesmo período do ano passado. Desse modo, as ações da empresa tiveram uma queda de 10,8% na Nasdaq. 

A Netflix chegou ao fim de junho com cerca de 151,6 milhões de assinantes em todo o mundo, abaixo da própria previsão de 153,9 milhões e dos 156,5 milhões esperados. A empresa divulgou ainda que perdeu cerca de 130 mil assinantes nos Estados Unidos em relação aos três primeiros meses deste ano.  O serviço espera acrescentar 7 milhões de assinantes no terceiro trimestre, incluindo cerca de 800 mil nos EUA. 

Quanto a receita, ela subiu 26% no trimestre, para US$ 4,92 bilhões, ficando abaixo dos US$ 4,93 bilhões que os analistas previram. Além disso, a Netflix registrou uma queda de 30% no lucro para US$ 270 milhões, antes US$ 384,3 milhões em 2018.