Cidade da Flórida paga hackers para resgatar documentos

Lake City teve mais de 100 anos de registros roubados

Uma pequena cidade do norte da Flórida, nos Estados Unidos, pagou 460 mil dólares para hackers que haviam roubado cerca de 16 terabytes de informação, ou seja, mais de 100 anos de registros. 

Durante vários dias, os sistemas informáticos de Lake City foram paralisados por um ransomware, um tipo de software nocivo que restringe o acesso ao sistema infectado com uma espécie de bloqueio e cobra um resgate em criptomoedas para que o acesso possa ser restabelecido.

O governo da cidade trabalhou junto com o F.B.I e um consultor de segurança externo para restaurar linhas telefônicas, e-mails e pagamentos de serviços on-line. Mas, no final, decidiram aprovar o pagamento aos hackers. 

Foi a segunda cidade a concordar com um grande resgate em duas semanas. A Riviera Beach, no condado de Palm Beach, também na Flórida, assinou um pagamento de 600 mil dólares, também em Bitcoin, para recuperar informações. O resgate de Lake City, assim como o de Riviera Beach, será pago pelo seguro. Apenas 10 mil dólares sairão dos cofres da cidade.