Startup de MG que fez 90 mil pessoas faturarem com conteúdo vai ao México

Startup de produtos digitais já está em Amsterdã, Bogotá e Madri

A startup de empreendedorismo por conteúdo digital Hotmart anunciou mais um destino de expansão: a Cidade do México. A plataforma oferece um ecossistema para venda, divulgação e compra de produtos digitais, como cursos online, ebooks, audiobooks e podcasts.

Nascida há oito anos em Belo Horizonte, em Minas Gerais, a Hotmart tem mais de 150 mil produtos cadastrados na plataforma e registrou sete milhões de usuários, entre produtores, afiliados e compradores. Com isso, gerou renda para 90 mil pessoas até agosto do ano passado, último período de dados do tipo divulgados.

Há duas formas de se cadastrar na Hotmart: como produtor de conteúdo ou como afiliado (ajudam a divulgar o conteúdo e recebem comissões por isso). A startup belo-horizontina cobra uma tarifa de 9,9% toda vez que um usuário faz uma venda com sucesso.

Os cursos online são um dos produtos mais vendidos, principalmente os sobre negócios e carreiras, educação e desenvolvimento pessoal. A Hotmart não releva a renda média de produtores e afiliados no uso da plataforma.

Estratégia global

A Hotmart recebeu um investimento logo no início de 300 mil reais do Buscapé, que hoje não é mais sócio. Outro investidor é Kees Koolen, CEO do portal de viagens Booking.com, que ajudou o negócio em sua internacionalização.

A startup começou a expandir para outros países em 2016. Além da Cidade do México, está com escritórios em Amsterdã (Holanda), Bogotá (Colômbia) e Madri (Espanha) e realizou transações em mais de 200 países.

João Pedro Resende, CEO e cofundador da Hotmart, afirma que o modelo de negócio da startup é aplicável em todo o mundo. Segundo ele, a expansão começou por países que possuíam algumas semelhanças com mercado o brasileiro. Atualmente o foco está no mercado hispânico, mas futuramente o objetivo é levar os serviços para outros mercados.

A empresa não divulga quanto os negócios internacionais representam de seus ganhos, mas afirma colher frutos. Diante da expansão, a startup belo-horizontina tem mais de 400 funcionários e pretende contratar mais 120 pessoas até o final deste ano.


Anúncio: 407 anos São Luís