Retomada do mercado de trabalho no Maranhão mantém evolução no varejo, aponta Imesc

Segundo o estudo, a ampliação se deve em grande parte ao volume de ofertas de trabalho formal no estado

Foto: Reprodução

Análise do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) mostra a evolução do comércio varejista maranhense tanto no setor ampliado quanto no setor restrito em 12 meses. Segundo o estudo, a ampliação se deve em grande parte ao volume de ofertas de trabalho formal no estado.

Segundo o estudo, o comércio varejista ampliado, que inclui o varejo e as atividades de veículos, motocicletas, partes e peças e de material de construção, avançou 6,6% no comparativo de fevereiro de 2019 com o mesmo período do ano passado, puxado pela melhora do desempenho do segmento de veículos automotivos, que avançou 22,49% em comparação com o mesmo período do ano anterior em volume de vendas, atingindo um total de 6.420 unidades comercializadas.

Já o comércio varejista restrito maranhense avançou 3,1% em volume de vendas frente ao mesmo período, acumulando uma alta de 4,2% nos últimos 12 meses.

A abrangência setorial do varejo restrito é composta principalmente pelos segmentos de Combustíveis e lubrificantes; Hipermercados e supermercados; Alimentos, bebidas e fumo; Tecidos, vestuário e calçados; Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, perfumaria e cosméticos; Móveis e eletrodomésticos; Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação; Livros, artigos culturais; Artigos de uso pessoal e doméstico, dentre outros.

O economista do Imesc, Eduardo Campos, ressalta que o crescimento do comércio varejista ampliado é reflexo da ampliação de ofertas no mercado de trabalho do estado. Segundo ele, a melhora no nível de contratações formais do mercado de trabalho maranhense que passou de um saldo líquido de contratações de 329 postos de trabalho de março de 2017 a fevereiro de 2018 para 5.865 postos de trabalho de março de 2018 à fevereiro de 2019, contribuiu para o aumento do volume de vendas de automóveis de 78.510 unidades de março de 2017 a fevereiro de 2018 para 79.731 unidades nos 12 meses seguintes.

Nota de Comércio Varejista

A nota de Comércio Varejista é um dos produtos do Boletim de Conjuntura Econômica, que é publicado trimestralmente pelo Imesc. A nota analisa o comportamento do comércio varejista por meio dos dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo IBGE e dados da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) para análise dos segmentos do comércio varejista.

A análise sobre a venda de veículos novos e motocicletas novas no Maranhão é realizada com base nos dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE).