Dados de 540 milhões de usuários do Facebook ficam expostos em servidores da Amazon

Entre as informações vazadas estavam curtidas, comentários, fotos, músicas, informações sobre amigos, eventos e reservas de voos e hotéis dos usuários.

Aconteceu de novo: mais um capítulo nos escândalos de privacidade envolvendo o Facebook. Os dados de mais de 540 milhões de usuários da rede social ficaram expostos por vários meses em servidores da Amazon. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 03, pela empresa de cibersegurança UpGuard.

De acordo com a empresa de segurança eletrônica, a maior parte dos dados – curtidas, comentários, fotos, músicas, informações sobre amigos, eventos e até reservas de voos e hotéis – foram colocadas no servidor pela empresa mexicana Cultura Criativa.

Por meio de nota o Facebook disse que ao receber a notícia da exposição de dados trabalhou em conjunto com a Amazon para tirar as informações do ar.

A empresa destacou ainda que os usuários serão informados em caso de “mau uso” dos dados e o incidente será investigado para descobrir o motivo de as informações terem sido expostas de forma pública.

Brasil

Sobe a justificativa de o facebook permitir a entrada de terceiros em contas de usuários cadastrados no Brasil e a comercialização de dados dos usuários, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), órgão vinculado ao Ministério da Justiça, abriu dois processos contra a redes social.