Confiança do empresário permanece em alta

A indústria de extração e de transformação é o setor mais confiante

Foto: Reprodução

O Índice de Confiança do Empresário Industrial do Maranhão (ICEI-MA) fechou o ano de 2018 com bons indicadores. O índice marcou 65,2 pontos em dezembro, 0,3 pontos a menos que o mês anterior, mas ainda muito considerável como indicador de confiança.

O índice percorre um percurso que na maioria dos meses segue a tendência do movimento brasileiro, e marca 63,8 pontos. O indicador varia de 0 a 100. Valores abaixo de 50 pontos indicam falta de confiança do empresário. Quanto mais abaixo de 50 pontos, maior e mais dispersa é a falta de confiança.

No que se corresponde à trajetória do índice, a média histórica é de 58,06, isso determina a existência de altos e baixos do período em questão. Em relação às condições atuais, todos os índices cresceram se comparado ao mês anterior, ficando todos acima de 50, sendo o mais expressivo o das condições atuais da empresa, pontuando 52,6.

No que se refere as expectativas, constata-se bons indicadores, sendo o mais expressivo a expectativa em relação à economia brasileira. Se separando por setor, a indústria de extração e de transformação permanece com o ICEI maior, isto é, essas empresas estão mais confiantes, marcando 66 pontos, contra 62,6 da construção civil.

O ICEI é produzido mensalmente pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice é obtido a partir da ponderação dos resultados referentes às Condições Atuais e Expectativas dos empresários em relação à economia brasileira, o Estado e a empresa.

Participaram da pesquisa de dezembro, empresas da Construção Civil e Indústrias Extrativas e de Transformação, no período de 2 a 14 de dezembro de 2018.