Banco Central lança assistente virtual de atendimento ao cidadão

O Din funciona mediante conversa guiada, utilizando tecnologias de inteligência artificial e machine learning

Sistema auxilia o cidadão a conhecer melhor sua vida financeira (Foto: Reprodução)

O Banco Central (BC) lançou nesta última quinta-feira (24), um assistente virtual (chatbot) de atendimento ao cidadão chamado Din. A versão inicial estará disponível na página do Registrato e vai auxiliar na consultar a relatórios sobre dívidas, operações de câmbio, contas e outros relacionamentos que possui com instituições financeiras.

A versão inicial da ferramenta também ajuda o cidadão a consultar a certidão de que não possui nenhum relacionamento com instituições financeiras, servindo para comprovar, por exemplo, hipossuficiência financeira, necessária para receber financiamento estudantil e para ter acesso gratuito à Justiça.

Cerca de um terço dos pedidos de informação encaminhados ao BC são sobre os relatórios disponíveis no Registrato, sistema que permite acesso pela internet a relatórios contendo informações sobre relacionamentos de clientes com as instituições financeiras e sobre operações de crédito.

De acordo com o BC, o novo canal de comunicação tem como objetivo facilitar o acesso do cidadão aos próprios dados. “A vantagem do assistente virtual é que a interação pode ser feita a qualquer momento, 24 horas por dia, inclusive nos fins de semana, e a resposta é imediata”, acrescentou o BC.

O BC informou que o Din funciona mediante conversa guiada, utilizando tecnologias de inteligência artificial e machine learning (aprendizado de máquina). Caso o usuário ainda tenha dúvidas, pode entrar em contato com os canais de atendimento tradicionais do Banco Central, por meio do telefone 145 ou pelo site da instituição.

Chatbot

O Chatbot (uma abreviação para robô de chat) é um programa de computador que faz o que é programado, simulando uma conversa humana em um chat. Dessa forma, é possível automatizar tarefas repetitivas e burocráticas, como dúvidas frequentes, na forma de diálogo pré-definido entre o usuário e um “robô”.