Pequenas e médias empresas maranhenses vão receber auxilio para exportarem no estado

Será instalado no estado um instrumento de caráter estruturante aos setores e de reforço da base exportadora do país

A Agência atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira (Foto: Reprodução)

Empresas maranhenses que visam levar seus produtos para o mercado internacional poderão contar com uma importante iniciativa. Será implantado no Maranhão um Núcleo Operacional do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX). O PEIEX, tem a proposta de estimular a competitividade e promover a cultura exportadora nas empresas, qualificando e ampliando os mercados para as indústrias iniciantes em Comércio Exterior.

A Apex-Brasil realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.

Inicialmente, serão qualificadas 50 empresas no Maranhão, por intermédio de técnicos que farão visitas in loco nas empresas. Segundo o secretário da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, a parceria somará esforços com os trabalhos que estão sendo realizados com o Programa “Maranhão Mais Produtivo”, e seu subprograma “Selo Produzido no Maranhão”, para que as empresas com potencial exportador cheguem os principais mercados internacionais.

De acordo com o secretário, as tratativas em busca desta parceria estão sendo realizadas desde 2017 e esse programa já atua em vários estados. Com o Núcleo, será dado mais um importante passo, para que as empresas levem para o mundo os produtos do Maranhão. As empresas serão selecionadas pela (Seinc), vão receber um diagnóstico gratuito com objetivo de identificar quais produtos com potencial para o mercado exterior.

O Núcleo será composto por profissionais treinados pela Apex-Brasil por meio de convênio celebrado com a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), que abriu edital para a seleção dos técnicos. Após o seletivo, os técnicos serão lotados na Seinc, que ficará responsável para coordenação das ações junto a Apex-Brasil. Após o núcleo instalado, a Seinc divulgará o processo para seleção das empresas que farão parte do Programa.