Polo tecnológico no Centro Histórico de São Luís

Autoridades maranhenses se reuniram com o fundador e atual conselheiro do Porto Digital de Recife para debater incentivos para a criação de polo tecnológico no estado.

A capital maranhense tem entrado em um novo cenário econômico, que junta a arquitetura histórica de prédios tombados pelo Iphan, as novas tecnologias e as startups. Nesta terça-feira (8), o governador em exercício, Carlos Brandão, o criador do Porto Digital de Recife, Cláudio Marinho, o presidente da Fiema, Edilson Baldez, dentre outros atores políticos, se reuniram e visitaram o Casarão Tech Renato Archer, na Rua da Estrela.

Durante a visita foram debatidas ações para incentivo a preservação do patrimônio histórico e também incentivos à ciência e tecnologia. Além dos incentivos de empresários e governo, parcerias entre as instituições de ensino é mais um pilar importante para o projeto de aceleração tecnológica do estado.

De acordo com Carlos Brandão, foi uma grande oportunidade de discutir incentivos e agregar experiência. “Tivemos a oportunidade de discutir com vários atores que cuidam do patrimônio histórico e do incentivo à ciência e tecnologia, e receber o responsável pela implantação do Porto Digital que revitalizou Recife. Estamos pegando essa experiência para que possamos fazer o nosso desenho definitivo de desenvolvimento”, afirmou.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles, comentou as ações do governo. “É o que estamos fazendo ao longo deste um ano do Casarão Tech e dos três pilares do Inova Maranhão, programa que inclui, além do próprio Casarão Tech, o incentivo à inovação através da Fapema e também a aceleração de startups com a Softex, como também o próprio Porto Digital”, afirmou.

Porto Digital – O projeto do Porto Digital vem revolucionando a região histórica da cidade pernambucana e é considerado um dos principais parques tecnológicos e ambientes de inovação do Brasil, o Porto Digital é um dos representantes da nova economia do Estado de Pernambuco. Localizado no Centro Histórico de Recife, em 18 anos de existência já revitalizou /restaurou 84 mil m² de prédios históricos tombados pelo Iphan.

Em sua visita ao Maranhão, o fundador e atual conselheiro do Porto Digital em Pernambuco, Cláudio Marinho, destacou os incentivos do governo maranhense com tecnologia e também com o acervo arquitetônico. “Nós fizemos no Recife a escolha por tecnologia digital, e essas escolhas que estão aqui no Casarão Tech estão no bom caminho. São empresas que estão buscando soluções para os problemas de mercado; é fundamental isso”. Ele completou ainda dizendo que “não há dúvida de que o esforço tem que ser público-privado, isso está na nossa experiência e na experiência do mundo, a universidade é fundamental, a política governamental e a escolha de um lugar, o Governo do Maranhão está de parabéns, gostei muito”.

Tecnologia – No início do mês, o governador Flávio Dino assinou dois decretos para o desenvolvimento tecnológico no estado. Um deles garante que a administração pública possa contratar empresas que desenvolvem novos produtos, serviços e tecnologia inovadora, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) e mais bolsas para desenvolvimento das empresas startups.

Um segundo decreto dispõe sobre a cessão de imóveis públicos para que essas empresas possam se instalar e desenvolver suas atividades na área do Centro Histórico de São Luís, onde funcionará um polo tecnológico.