Seminário vai debater oportunidades para cadeia do varejo supermercadista no Maranhão

O evento contará com exposição de produtos e palestras para discutir o varejo e atacado da área supermercadista maranhense

Os supermercados são responsáveis pela comercialização de 83,7% dos produtos considerados de primeira necessidade (Foto: Reprodução)

A Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) realizará no dia 17 de janeiro o seminário “Oportunidades para a cadeia produtiva do atacado e varejo supermercadista no Maranhão”, para debater as oportunidades desta cadeia produtiva com exposição de produtos e palestras com especialistas renomados do setor. O evento irá acontecer no Rio Poty Hotel das 08h30 às 18h, em São Luís.

O seminário contará com a participação de secretarias e órgãos do Governo do Estado, além de diversas entidades empresariais, e ainda tem parceria com a Associação Maranhense de Supermercados (Amasp) e Associação Maranhense dos Distribuidores e Atacadistas (Amda). As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site da Seinc.

O secretário da Seinc, Simplício Araújo, explica que o seminário vai discutir especificamente sobre o segmento para os diversos eixos que englobam o varejo, atacado da área supermercadista maranhense. Segundo ele, é necessário tratar sobre as potencialidades, os novos caminhos e mostrar com transparência o que o Governo tem feito junto as entidades do segmento

“Durante o evento, vamos abordar questões sobre o associativismo empresarial, incentivos e particularidades tributárias aplicadas ao atacado e varejo supermercadistas além do ambiente de negócios que buscamos implantar e que está mudando a imagem do Maranhão em outros estados”, afirmou Simplício Araújo.

Atualmente, existem 89 mil supermercados no Brasil, que geram quase 2 milhões de empregos. O segmento é responsável pela comercialização de 83,7% dos produtos considerados de primeira necessidade. Segundo pesquisa Ranking ABRAS/SuperHiper, o setor encerrou 2017 com 89,3 mil lojas e 1,822 milhão de funcionários diretos ante 1,802 milhão registrado em 2016, criando 20 mil novas vagas de empregos no País.


Anúncio: 407 anos São Luís