Maranhão é destaque em fórum de gestores da agricultura familiar em Salvador

A Ater foi citada como experiência positiva no desenvolvimento da população rural e recebeu elogios de gestores

A agricultura familiar é um tipo de agricultura desenvolvida em pequenas propriedades rurais (Foto: Reprodução)

A agricultura familiar do Maranhão foi destaque durante a reunião dos órgãos de Assistência Técnica e Extensão Rural do Nordeste, realizada na quinta-feira (13), em Salvador. A informatização dos Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) utilizados para a coleta de dados sociais e de produção dos agricultores familiares do Maranhão foi citada como experiência positiva no desenvolvimento da população rural e recebeu elogios de gestores de outros estados.

As ações do Maranhão foram apresentadas por uma equipe formada por gestores e técnicos da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) e da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp/MA). Segundo Célia Watanabe, gestora da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), o estado inova ao utilizar um sistema que consegue materializar os programas, ações e políticas públicas voltadas para os agricultores e agricultoras familiares.

Para a gestora, saber quem são as pessoas, qual a produção e onde elas residem ajuda a construir as políticas públicas que fazem a agricultura familiar da região. A reunião fez parte do 13º Fórum dos Gestores e Gestoras Estaduais Responsáveis pelas Políticas de Apoio à Agricultura Familiar do Nordeste e Minas Gerais. Participaram gestores de todos os estados da região Nordeste, representantes de todos os movimentos sociais e do senador eleito pela Bahia, Jaques Wagner.

Sistema Monitore

Implantado em setembro deste ano, o Sistema Monitore é uma plataforma de monitoramento e avaliação da execução das atividades que garante o cadastramento, comprovação e qualificação dos serviços de assistências técnica e extensão rural do Maranhão. Permite, também, um diagnóstico e acompanhamento da progressão da unidade familiar das ações de Ater, possibilitando ao gestor elaborar e corrigir as políticas públicas em tempo real.

O Sistema já era anteriormente utilizado pelo Plano Mais IDH e cadastrou aproximadamente 25 mil unidades familiares em todo o Estado. A presidenta da Agerp/MA, Loroana Santana, explica que a plataforma alimenta as instituições do Sistema de Apoio a Agricultura Familiar com informações sobre áreas produtivas, questões de comercialização e linhas de crédito. É possível ter todos os dados sobre a unidade familiar atendida, no campo produtivo, econômico, social e ambiental.