Natal lucrativo para o comércio de São Luís

Para a Fecomércio o resultado é reflexo da retomada da economia e também a da volta ao mercado de trabalho

O Natal deste ano dos ludovicenses terá presentes mais generosos que o do ano passado. De acordo com a pesquisa de intenção de compras da Federação do Comercio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio), a média de gastos com o presente natalino deste ano aumentou 7,9%, o dado representa um gasto de até R$151,00 por presente.
A perspectiva é de um aumento real de 3,3%. O levantamento leva em conta o indicie de inflação oficial do país que até novembro atingiu 4,46% no acumulado dos últimos 12 meses.
Para a Fecomércio o resultado é reflexo da retomada da economia e também a da volta ao mercado de trabalho. “Durante todo o segundo semestre, registramos em nossos levantamentos econômicos um reaquecimento da confiança das famílias ludovicenses em relação ao consumo, com destaque para a percepção do consumidor quanto ao momento para a aquisição de bens duráveis. É claro que ainda temos muito a caminhar apara alcançar os indicadores do período pré-crise, mas esses são sinais claros que estamos seguindo na direção correta” explica o presidente da Federação do comercio, José Arteiro da Silva.
Ainda assim, os empresários dos comércios da capital acreditam que a recuperação tem seguido passos lentos em função dos índices acumulados durante o período mais agudo da crise. De 2015 a 2016 o comercio de São Luís teve uma queda de 13,8%.
“Em 2017, nós avançamos 4,5% no crescimento do volume de vendas. Em 2018 a previsão é que aceleremos 6,5%”, diz Arteiro.
Consumo – De acordo com o levantamento dois em cada três ludovicenses (66,6%) pretendem comprar algum presente neste Natal. Apesar de ser pequeno esse nível, ainda representa uma grande fatia da população.
Entre os produtos mais destacados na lista de compra dos consumidores da Grande Ilha estão: brinquedos (74,1%); vestuário (41,2%); sapatos (13,4%); artigos cama, mesa e banho (6,2%); artigos esportivos (6,1%); chocolate (5,4%); celular (4,8%).
Forma de pagamento – pelo menos 67,9% dos consumidores pretende pagar os presentes à vista, desses 63,5% pretende usar dinheiro em espécie e outros 4,4% optam pelo cartão de débito. 58,6% dos ludovicenses pretende pagar com cartão de crédito.
Locais de compra – 69,4% devem comprar em shoppings; 25,9% em lojas de bairros e apenas 15,2% disseram que vão procurar a Rua Grande para comprar seus presentes, uma redução de 61% enquanto as duas primeiras opções apresentaram aumento de 78,4% e 40%.
Ainda de acordo com a pesquisa, os homens estão dispostos a pagar até R$166,00 por presente enquanto as mulheres se dispuseram a pagar até R$138,00. Incluindo a comemoração as mulheres já abrem a carteira e pretendem gastar entre R$ 320,00 contra R$292,00 dos homens.