Ambev amplia investimentos no Maranhão

A proposta veio a partir da nova linha de produção da empresa no Maranhão, que terá como base a mandioca maranhense

Representantes da Ambev e da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) se reuniram recentemente para discutir as tratativas da nova linha de produção da empresa no Maranhão, que terá como base a mandioca maranhense.
O acordo entre as partes inclui a compra da mandioca maranhense. A aquisição da matéria prima será realizada por meio de cooperativas rurais localizadas nos Tabuleiros de São Bernardo, na região do baixo Parnaíba.
A nova linha vai produzir cervejas com base de mandioca. Atualmente, a empresa realiza pesquisa e desenvolve novos insumos em torno da cadeia produtiva da mandioca maranhense. Recentemente, 30 toneladas de mandioca, fruto da produção de agricultores familiares da cidade de Magalhães de Almeida, foram destinadas à Ambev.
Segundo o secretário da Seinc, Simplício Araújo, a proposta é expandir a produção das cooperativas dos tabuleiros, o que impacta na geração de emprego e renda na região. Segundo ele, a iniciativa promove o adensamento da cadeia produtiva.
“Desde o início da tratativa, frisamos a importância da compra da mandioca maranhense. A venda do produto fruto da agricultura familiar beneficia o produtor e a cadeia. Além disso, temos outras contrapartidas realizadas com a produção da nova linha da empresa”, pontuou.
Além da compra da mandioca dos Tabuleiros de São Bernardo, a Ambev assumiu o compromisso com a Seinc da doação de 10 ambulâncias, para reforçar as ações de saúde no Maranhão.
Assim como a Ambev, a política de atração de investimentos adotada pelo Governo do Maranhão junto às empresas firma compromissos e parcerias, que já resultaram na entrega de 22 novas ambulâncias para várias cidades do estado, construção e reformas de escolas por meio do programa Escola Digna, construção de Casas de Farinha, entrega de caixas d’água para agricultores familiares, um caminhão e equipamentos para o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmeq).