Maranhão terá reforço na geração de emprego e renda, segundo secretário da Fazenda

A intenção é fortalecer ainda mais a atração de empresas para o Maranhão

Foto: Divulgação

A economia brasileira passou nos últimos anos por uma brusca virada. O país registrou seu maior avanço do PIB em 20 anos em 2010, quando a economia cresceu 7,5%, até que caiu em uma profunda recessão. Mesmo enfrentando um cenário econômico difícil, as expectativas no Maranhão para a política de geração de emprego e renda são otimistas.

De acordo com Marcellus Ribeiro, secretário estadual da Fazenda, a chave para isso é a continuação do equilíbrio fiscal. Em entrevista à Rádio Nova 1290 Timbira, o secretário afirmou que é possível prosseguir com as políticas públicas que foram aplicadas no estado desde 2015. Segundo ele, medidas estão sendo adotadas tanto em corte de gastos como para minimizar as perdas de receitas.

Ele explicou que a intenção é fortalecer ainda mais a atração de empresas para o Maranhão para reforçar a geração de emprego e renda, e buscar a recuperação do crédito tributário, para poder reduzir gastos desnecessários. “A melhor consequência desse equilíbrio fiscal é a continuidade de todas as políticas públicas no Estado a partir de 2015”, acrescenta.