Sefaz monitora cumprimento das exigências para incentivos fiscais

As empresas serão inicialmente informadas para apresentar a documentação, livros fiscais e contábeis eletrônicos

Empresas beneficiárias de incentivos fiscais de ICMS passarão por auditorias de rotina da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) para verificar se estão cumprindo as obrigações necessárias para a concessão da redução do imposto.
O ICMS é o imposto que incide sobre a venda de mercadorias, serviços de transporte e comunicações, responsável por 90% da receita própria do Estado, com uma receita estimada de R$ 7,3 bilhões no ano de 2018.
Os procedimentos de auditoria são amparados pela Portaria n.º 197/18 que determinou a realização de procedimentos de auditoria, com o propósito de verificar a conformidade com as exigências previstas na legislação tributária para o gozo de benefícios fiscais do ICMS, em especial os benefícios previstos nas leis do Mais Empresas, Mais Logística e Mais Atacadistas. O secretário da pasta, Marcellus Ribeiro Alves, frisou que é necessário verificar, permanentemente, se as empresas estão cumprindo com as contrapartidas exigidas pelo Estado.
Sobre as auditorias – As empresas serão inicialmente informadas para apresentar a documentação, livros fiscais e contábeis eletrônicos. A Unidade de Controle e Planejamento da Ação Fiscal (UPCAF) realizará, a partir de indícios de infração à legislação tributária que trata dos benefícios fiscais, o planejamento, o controle e avaliação das ações fiscais de auditoria.
Aquelas que descumprirem as exigências poderão ter a suspensão do benefício e terão que se submeter às regras previstas para a tributação normal do ICMS.
Serão examinados também se os compromissos de ampliação das instalações, geração de emprego e renda e outras exigências estão sendo cumpridas, assim como a infração à legislação tributária federal, estadual ou municipal, assim como se as empresas estão usando o benefício para atividades ou produtos não contemplados no programa. A fiscalização vai examinar ainda se as empresas estão recolhendo corretamente o ICMS devido, nos prazos e na forma correta.