Empresários maranhenses em encontro de negócios na capital

Encontro mobilizou fornecedores das categorias de construção civil, materiais, serviços de apoio e serviços de obras

Maranhão tem grandes empresas capacitadas, com habilitação e qualidade, com essa afirmação Fábio Nahuz, vice-presidente da FIEMA, abriu o Encontro de negócios que aconteceu na última quinta-feira, 30, em São Luís.
O evento reuniu centenas de empresários maranhenses com o mesmo objetivo, criar um canal de relacionamento com a Rota Nordeste- EPC Associados. Ainda no encontro, os participantes puderam conhecer o projeto Porto São Luís, projeto que pretende construir seis berços de atracação, sendo quatro só nesta primeira fase no bairro Vila Maranhão – Distrito Industrial da capital maranhense. Também foi apresentado a categoria de materiais e serviços que serão contratados.
Os mais de 700 participantes, entre empresas e empresários, que estiveram no encontro puderam conhecer de perto os suprimentos da Vale, Cimento Bravo, Omega Service e Sistema Fiema (SESI, SENAI, IEL e Federação), empresas que fazem parte do PDF.
Segundo Nahuz, que também é presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão (Sinduscon-MA) e representante do presidente da FIEMA, Edilson Baldez, o evento foi uma inovação, um desafio, e conseguimos realizar no formato diferente para proporcionar um ambiente para geração de negócios com a Rota Nordeste – EPC Associados, com as mantenedoras e apoiadoras do PDF e entre os próprios fornecedores. Conseguimos mostrar que o Maranhão tem grandes empresas capacitadas, com habilitação e que têm qualidade, além de criar um evento para promoção de negócios que vão fortalecer a economia local.
Henrique Ventura, diretor de Projetos da Rota Nordeste – EPC Associados, relatou que as empresas tiveram a oportunidade de mostrar o que têm e o que podem oferecer à Rota Nordeste. Essa ação do PDF e Sinduscon de criar esse evento foi muito positiva, pois pudemos conhecer as empresas do Maranhão, que sem um evento como esse, seria difícil identificar fornecedores. Creio que o Encontro de Negócios foi positivo para os dois lados, nós conhecemos o mercado local e as empresas nos conheceram, pela frente temos uma relação de três anos, que eu acho que vai ser bom para todos.
O encontro mobilizou fornecedores das categorias de construção civil, materiais, serviços de apoio e serviços de obras.“Foi uma experiência maravilhosa, consegui falar com várias mantenedoras e apoiadoras do PDF e fiz negócios não só com as grandes compradoras, mas com os empresários e as pessoas que vieram para o Encontro de Negócios. Foi interessante a troca de informações com fornecedores de diversos segmentos. O Sindicato trouxe empresas do interior e assim proporcionou aos associados a participação no ambiente ideal para a divulgação de nossos produtos e serviços”, disse Ana Rute Mendonça, diretora da FIEMA e presidente do Sindicato das Indústrias de Malharia e de Confecções de Roupas em Geral do Estado do Maranhão (Sindvest).
Os participantes ficam otimistas com a possibilidade de participar do projeto de expansão o Porto São luís.
PORTO SÃO LUÍS – A primeira parte da obra do Porto São Luís foi iniciada no começo do ano, com investimento de R$ 800 milhões. O Terminal de Uso Privado (TUP) de competitividade internacional está sendo construído com uso de modernas tecnologias. A área a ser erguida do Terminal terá aproximadamente 220.000 m² e terá um acesso ferro-rodoviário de aproximadamente 4,5 km, conectando o porto à Rodovia BR-135 e à Ferrovia Carajás.
O São Luís será um dos maiores portos a granel do Brasil e terá como produtos: Grãos; Fertilizantes; Celulose e Líquidos Combustíveis. Os Interessados em fornecer para a Rota Nordeste – EPC Associados devem fazer o cadastro no site


Anúncio: 407 anos São Luís