Dia de Finados movimenta comércio da capital

floriculturas da cidade e as casas de artigos religiosos tem tido uma movimentação de consumidores bem acentuada durante a semana

Com a aproximação da sexta-feira, 02, Dia de Finados, o comércio de velas e flores fica aquecido em São Luís.
As floriculturas da cidade e as casas de artigos religiosos tem tido uma movimentação de consumidores bem acentuada durante a semana. Os vendedores ambulantes também perceberam a movimentação e já se articulam abastecendo seus estoques para vender nas proximidades dos cemitérios da cidade.
Com o aumento da procura pelos produtos, os consumidores já perceberam um reajuste nos preços em comparação ao ano passado. Apesar dos preços, nada abala a vontade de homenagear quem já partiu.
A dúvida que paira é a escolha entre flores artificiais ou naturais. A dica que os floristas dão é o crisântemo, por ser a opção mais econômica e duradoura é uma excelente aquisição. Ela também é uma das espécies mais vendidas na data. Em segundo lugar vem as rosas.
Ainda com os floristas, os vasos com malvas e Kalanchões podem ser encontrados a partir de R$5 nos vendedores ambulantes. Nos supermercados e lojas especializas os valores também variam de acordo com a espécie. Tudo depende do quanto o consumidor está disposto a pagar para homenagear seu ente querido.
A tradição secular de homenagear os mortos movimenta também as vendas de água, lanches, artigos religiosos etc. Isso porque, com o movimento das visitas em cemitérios da cidade dezenas de pessoas aproveitam para fazer uma grana extra com a venda de alimentos e bebida.
Outra atividade que rende são os serviços de manutenção e pintura dos túmulos.
A estimativa de visitas no Cemitério do Gavião, localizando no Centro da cidade, são de pelo menos 2 mil pessoas, só no dia 02.