O Transition precisará de pista para decolagem e aterrissagem (Foto: Divulgação)

Você está num engarrafamento na Jerônimo de Albuquerque em horário de pico, e de repente, aciona um botão e seu carro começa a voar. Ficção? A cena será possível com o primeiro carro voador a ser vendido comercialmente no mundo, desenvolvido pela empresa Terrafugia. Chamado de Transition, o modelo estará disponível primitivamente para compra apenas nos Estados Unidos e terá pré-venda iniciada neste mês.

O Transition é um avião de pequeno porte com capacidade para dois passageiros, desta forma, para dirigi-lo será necessário possuir licença para pilotar aviões. A opção de seguir por terra foi inserida para que o piloto possa utilizar estradas em caso de tempo instável para voo, no caso, ele recolhe suas asas para poder andar em meio aos automóveis.

O modelo possui autonomia de voo de 640 quilômetros, velocidade máxima de 160 km/h e pode chegar a uma altura máxima de 2.743 metros. O tanque de combustível tem capacidade para levar 76 litros e o consumo é de 19 litros por hora. A potência é de pouco mais de 100 cv. Já o motor, fornecido pela empresa Rotax, é 912iS.

A expectativa é que o valor inicial desses veículos seja alto demais para que haja uma rápida popularização no mercado. À vista disso, segundo executivos da Geely, o objetivo previamente é competir com o uso de aviões por parte de empresas, governos e empresas de transporte. A previsão é que as primeiras unidades sejam entregues em 2019.