Gastos de brasileiros no exterior caem 20,8%

Com dólar mais alto, as despesas chegaram em agosto a US$ 1,382 bilhão

No resultado acumulado de janeiro a agosto, os gastos somaram US$ 12,686 bilhões (Foto: Reprodução)

Com o dólar mais caro, as despesas de brasileiros em viagens ao exterior estão em desaceleração. Segundo o Banco Central, essas despesas chegaram em agosto a US$ 1,382 bilhão, com redução de 20,8% em relação a agosto de 2017.

As receitas de estrangeiros no Brasil alcançaram US$ 482 milhões em agosto, e US$ 4,139 bilhões nos oito meses de 2018, contra US$ 455 milhões e US$ 3,954 bilhões, em iguais períodos de 2017, respectivamente.

A queda nas despesas no exterior ocorre num cenário de alta do dólar – fator que torna as viagens ao exterior mais caras. A variação da moeda tem reflexo no valor de hotéis e de passagens, por exemplo.

Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, em agosto de 2017 a taxa média de câmbio foi de R$ 3,15, já em agosto de 2018 a taxa média ao longo do mês foi de R$ 3,93.

De acordo com o Banco Central, com esses resultados de receitas e despesas, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 900 milhões em agosto, e em US$ 8,547 bilhões de janeiro a agosto deste ano.