Mercado imobiliário volta a crescer

Nos últimos 12 meses, o Nordeste foi o único com variação negativa

Em recuperação após a crise que atingiu o setor, o mercado imobiliário voltou crescer e já se recupera em boa parte do país. Os números do último trimestre de 2018 mostram que lançamentos apresentaram um aumento de 119,7% em relação ao trimestre anterior e um aumento de 19,9% em relação ao mesmo trimestre de 2017.
A mesma pesquisa divulgada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) aponta que as vendas tiveram um aumento de 17,3% em relação ao trimestre anterior e um aumento de 32,1% em relação ao mesmo trimestre de 2017.
Acompanhando a variação da região nordeste, a capital maranhense também apresentou queda no número de unidades residenciais.
Nos últimos 12 meses, o Nordeste foi o único com variação negativa, com queda de quase 25% nos lançamentos. Em contrapartida o número total de vendas região teve uma variação positiva de 34,7% em relação aos dados do último ano. São Luís integra o quadro das cidades que tiveram aumento no número de vendas. Juntas, elas somam 85,% das unidades vendidas no segundo trimestre de 2018.
O empresário André Coelho, diretor da imobiliária Meu Imóvel, em São Luís e Imperatriz, explicou que o aumento no número de vendas se deu pelo volume de lançamentos no número anterior ter sido superior ao número de unidades vendidas. “Foi lançado muito é vendido não tanto. O que ocasionou um grande número de estoque para poder ser vendido em 2018. Pela grande quantidade de estoque, as construtoras não lançaram muito em 2018 e foram obrigadas a fazer promoções para poder vender”, disse.
Focado no segmento de clientes C e D, o empresário explica que melhorias nas condições de pagamento e os incentivos com subsídios também colaboraram com para que o setor imobiliário começasse a respirar fora da bolha.
“O próprio governo federal através do programa minha casa minha vida aumento a quantidade de unidades que se enquadram no programa da faixa 1,5, onde oferece um subsídio maior. Na faixa anterior, o subsídio é 21 mil, já na faixa 1,5 o subsídio fica em 31 mil”.
Ainda segundo ele, o último mês de agosto foi quando a empresa registrou o maior número de vendas. O volume de imóveis que saíram do estoque conseguiu superar daqueles vendidos durante todo o ano de 2017. “Muitas pessoas compram esse tipo de Imóvel também para investimento. E eles alugam esses imóveis para ter uma renda extra. O valor do alguém se sobrepõe ao valor da prestação, tendo um retorno imediato”, um sinal de que, de fato, o setor se reergue e caminha para fora da crise.

SERVIÇO:

Imobiliária Meu Imóvel
venda, aluguel e administração de imóveis
fone: (98) 3257-9999
Endereço: Av. Daniel de la Touche, 1440 – loja 217 – Cohama, São Luís – MA
Av Dorgival Pinheiro de Sousa, 1025, Casa B – Centro, Imperatriz – MA,
contato: André Coelho, diretor da imobiliária Meu Imóvel


Anúncio: 407 anos São Luís